sábado 19 setembro, 2020
Home Ensaios Falando em línguas e o Cristianismo bíblico
BÍBLIA HOJE

Falando em línguas e o Cristianismo bíblico

Com o passar dos anos, a verdade bíblica parece ser menos considerada. Em um esforço para ter uma experiência espiritual genuína, um cristão pode interpretar as Escrituras como achar adequado e se envolver em um comportamento sem um fundamento lógico ou bíblico. É comum observar que certas religiões professam comunhão com Deus pela aparente possibilidade de falar em línguas, mas o que a Bíblia menciona a respeito dos dons do Espírito?

Evangélicos e o dom de línguas

Existem várias denominações cristãs evangélicas e outras religiões emergentes que afirmam dominar o dom de línguas por meio de frases orais irracionais como um sinal distintivo da obra do Espírito e do verdadeiro cristianismo.

O pentecostalismo, por exemplo, é definido pelo Conselho Mundial de Igrejas como um movimento que inclui um grande número de grupos e igrejas independentes que enfatizam a obra do Espírito Santo na vida dos crentes.

A tradição pentecostal tem suas raízes na América do Norte no início do século 20 quando seus membros começaram a falar em línguas, fato que eles identificaram como a "evidência bíblica" de que foram batizados no Espírito (Atos 1: 8, 2:1-4).

O batismo foi dito para fornecer poder para viver uma vida "apostólica" que incluía os carismas mencionados em 1 Coríntios 12: 8-10. Então, falar em línguas é um sinal de cristianismo genuíno?

Além dos pentecostais, os Santos dos Últimos Dias mencionam que seus fundadores experimentaram a habilidade de falar ou cantar em uma língua desconhecida (às vezes chamada de glossolalia).

Acredita-se que essa forma de expressão espiritual tenha se originado na época de Paulo e muitas vezes seguida de uma interpretação inspirada.

No entanto, para outros cristãos, nem tudo está claro em relação à manifestação do dom de línguas.

Para as Testemunhas de Jeová, falar em uma língua desconhecida é sinônimo de possessão demoníaca ou obra de um espírito falso.

Expressões corporais ou palavras sem sentido são uma demonstração fiel da ação divina no crente?

O papel da razão

Veja o que encontrei procurando o motivo das coisas, uma a umaEclesiastes 7:27.

O Rei Salomão escreve em seu livro que ele, sendo a pessoa mais sábia da terra (1 Reis 3:12), dedicou tempo e esforço para entender as coisas da vida.

Isso inclui coisas relacionadas à sua fé (Eclesiastes 12:13).

É fundamental considerar a importância da reflexão consciente na comunhão com Jeová, porque às vezes se alega que “a fé é cega” ou que simplesmente acreditar não exige pensar.

Não se conforme com o mundo de hoje, mas transforme-se renovando sua mente. Assim poderão verificar qual é a vontade de Deus, boa, agradável e perfeita.” Romanos 12: 2.

O apóstolo Paulo menciona a importância de exercer a cognição para ter uma vida espiritual plena e real.

De acordo com a Bíblia, o novo nascimento e obra do Espírito (João 3:5-8) não é um êxtase físico e sentimental, nem resulta em uma expressão física e oral incompreensível, mas uma mudança de pensamento (Efésios 4: 22-24, 2 Coríntios 5:17, Ro 8).

Em vez disso, honre a Cristo como Senhor em seu coração. Esteja sempre pronto para responder a qualquer pessoa que lhe perguntar o motivo da esperança que existe em você." 1 Pedro 3:15.

Vê-se como Pedro expressa a possibilidade de apresentar logicamente a esperança que existe em quem crê em Jesus.

Em sua segunda carta, o discípulo menciona sete vezes a importância de adquirir o conhecimento de Deus. Para tanto, será essencial saber comunicar a mensagem divina de maneira compreensível aos fiéis (ver 2 Pedro 1 e 3).

O dom de línguas pode ser exercido sem transmitir uma mensagem clara baseada na Bíblia?

O dom de línguas de acordo com a Bíblia

Todos foram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em diferentes línguas, conforme o Espírito permitia que se expressassem”. Atos 2:4.

Lucas registra no livro de Atos dos Apóstolos que no dia de Pentecostes as pessoas receberam o dom de falar em línguas, mas segundo o Espírito ele as deu para falar.

Um primeiro aspecto a ter em conta é que foi e é Deus quem concede tal poder no momento em que o considera oportuno.

Tudo isso é feito pelo mesmo e único Espírito, que distribui a cada um como ele determina. 1 Coríntios 12:11.

Como Paulo expressa na primeira carta aos Coríntios, quem dá o dom de falar em línguas é o Espírito e o faz a quem quiser. Não é uma condição ou poder adquirido pelo ser humano.

"Por esta razão você, visto que está tão ansioso pelos dons espirituais, certifique-se de que eles abundem para a edificação da igreja." 1 Coríntios 14:12.

O apóstolo menciona que a finalidade de todos os dons espirituais é a edificação da igreja.

Se eu fosse visitá-los agora e falar com eles em línguas, de que serviria para eles, a menos que eu apresentasse alguma revelação, conhecimento, profecia ou ensino? Assim é com você. A menos que sua língua fale palavras que são compreensíveis, como você saberá o que estão dizendo?" 1 Coríntios 14:6 y 9.

Portanto, surge a pergunta: como a igreja pode ser edificada se a mensagem transmitida não é compreendida?

Cristianismo de acordo com a Bíblia

"Somos testemunhas destes eventos, e também o é o Espírito Santo que Deus deu àqueles que lhe obedecem." Atos 5:32.

Em Atos, uma característica importante é mencionada para receber dons espirituais. É preciso ser fiel a Deus, cuja marca de obediência é o dia bíblico de adoração.

A obediência a Deus envolve o cumprimento da vontade divina revelada nas Escrituras. Para tanto, a atuação consciente do Espírito em nossas vidas será indispensável.

Assim, Deus condenou o pecado na natureza humana, para que as justas exigências da lei se cumprissem em nós, que não vivemos segundo a natureza pecaminosa, mas segundo o Espírito”. Romanos 8: 3,4.

Paulo menciona que para viver um Cristianismo autêntico é necessário viver guiado por Deus, e isso envolve compreensão e comunicação correta.

"Se falo em línguas humanas e angelicais, mas não tenho amor, não sou nada mais do que um metal retinindo ou um disco barulhento." 1 Coríntios 13: 1.

O apóstolo fala sobre o dom de línguas principalmente no capítulo 12 e 14 de sua primeira carta aos coríntios, mas no capítulo 13 ele apresenta a vitalidade do amor como o centro da mensagem.

Ame o Senhor seu Deus com todo o seu coração, com toda a sua alma, com toda a sua mente e com todas as suas forças. A segunda é: Ame o seu próximo como a si mesmo.” Marcos 12: 30,31.

O amor genuíno de Deus fará com que o crente ame a ele e ao próximo, e assim toda pessoa que desejar se tornará um verdadeiro cristão.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Com o passar dos anos, a verdade bíblica parece ser menos considerada. Em um esforço para ter uma experiência espiritual genuína, um cristão pode interpretar as Escrituras como achar adequado e se envolver em um comportamento sem um fundamento lógico ou bíblico. É comum observar que certas religiões professam comunhão com Deus pela aparente possibilidade de falar em línguas, mas o que a Bíblia menciona a respeito dos dons do Espírito?

- Advertisment -

más leídas

Como ser um especialista em fazer as pazes sem realmente querer isso

Para muitos, a notícia foi inesperada e até maluca. Para outros, simplesmente confirmou o que já havia sido previsto em meados de...

Muitas igrejas cristãs, mas qual é a verdadeira?

A oração unânime leva à unidade. "Eu não oro apenas por eles. Eu também oro por aqueles que acreditarão...

3 histórias de encontro com Yeshua

Stan Telchin foi um escritor judeu, orador público e missionário que morreu em 06/04/2012 em Sarasota, Flórida (EUA), aos 87 anos.

Mielite transversa: a doença que hoje está na boca de todos

A mielite transversa é uma inflamação rara que afeta toda a extensão da medula espinhal, por isso é caracterizada como transversa. Conseqüentemente,...
Y conocerán la verdad, y la verdad los hará libres.